Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog Bestialmente Conhecido

Queques de sabão

No fim se semana tenho por habito adiantar algumas refeições da semana. Nessas refeições estão por regra incluídos uns biscoitos ou muffins tendencialmente saudáveis para que depois não ande a palmilhar para a Padaria Portuguesa enchendo o bandulho de queques de chocolate super macios.

Vai daí e este fim de semana decidi repetir uma receita vencedora de muffins de coco e pepitas de chocolate, sem glúten e sem lacticínios, que tinha visto na NIT. Desta vez, considerando a validação da experiência, decidi duplicar as quantidades para fazer queques maiores.

Até aqui tudo bem. Quando chego ao Bicarbonato de sódio, na duvida entre colher se sobremesa e colher de café, espeto com colher e meia de sobremesa, assim haviam de crescer que era uma maravilha.

Na segunda feira quando como o primeiro fica na minha boca uma estranha sensação de que tinha estado a mascar um sabonete.

Bebi muita água e não passou.

Receei que me corroesse o estômago e pesquisei na net se havia de chamar o INEM caso o meu estado avançasse e eu começasse a arrotar bolinhas.

Não aconteceu.

Ao final do dia pedi ao Nuno para provar. Concordou.

Na terça comi outra vez, queria ter garantias de que o bolo sabia a sabão.

Sabia.

Pesquisei na net, excesso de bicarbonato de sódio e falta de um ácido para balançar deixam uma sensação de que andámos a lamber uma saboneteira (não estava assim escrito no site, mas ficou claro para mim).

Aprendizagem: no futuro uso só o fermento em pó que a minha mãezinha punha nos bolos, criou 4 criaturas a pães de ló desses e nenhum andou a arrotar bolinha rua afora.