Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog Bestialmente Conhecido

Senhor meu marido completa 40 Invernos

 

 

Ora pois diz que a senhora minha sogra, há precisamente 40 anos, deu à luz numa tarde de reis, o senhor meu marido.

Perante tamanho feito, eu, esposa dedicada e amorosa, já lhe disse todas aquelas frases que ele nunca ouviu e que constituem magníficos marcos de introspeção na vida de uma pessoa. Disse-lhe:

- A idade é apenas um número.

(na verdade são 2 algarismos, um paralelo ao outro, normalmente sendo contados da esquerda para a direita)

- O que importa é que se sintas jovem.

(desde que não compres um descapotável nem faças um daqueles penteados tolos de cabeça rapada à volta e uma espécie de uma franja em cima)

- O mais importante é que te mantenhas jovem no pensamento e na alma.

(desde que não te esqueças de processar os pagamentos da água e da luz, porque para se esquecer estou cá eu, afinal de contas cá em casa tem de haver um crescido...pelo menos. quanto à alma ouvi falar por isso deve ser importante.)

 

Continuando com a minha demonstração de carinho, acrescentei ainda que agora fará parte do gangue dos entas durante muuuuuuito tempo e, só sairá de lá mediante dois acontecimentos: 1) vai jogar xadrez com Nosso Senhor; 2) entra nos cem e finalmente terá oportunidade de ir ao ginásio todos os dias como a D. Palmira.

Para além das coisas maravilhosas que lhe segredei e do filho que fez birra recusando dar-lhe os parabéns, já recebeu contactos de pessoas que muito o estimam, como por exemplo uma empresa qualquer que o congratula pelas suas 40 primaveras.

Perante esta realidade já me insurgi, porque meu esposo, tendo nascido em pleno inverno, em bom rigor, só contará com 40 primaveras lá para Junho. Há data de hoje tem: 40 invernos, 39 primaveras, 39 verões e 39 outonos.

Não sei ao certo de onde vem esta coisa de usar uma estação em especifico para felicitar o aniversário de alguém, mas acho que deviam rever esta questão.

A par com todos os acontecimentos marcantes que este dia lhe tem proporcionado, é óbvio que pode contar com a conversas acutilantes que coloco ao seu dispor, ocorrendo-me agora a profundidade do nosso diálogo de ontem sobre "cagar ficheiros" e "conversas entre galinhas com acesso a liberdade e que se passeiam por corrais". Normalmente sou eu que escolho os temas e também sou eu que os explano, deixando ao meu esposo todo o jubilo associado à questão "como raio é que eu casei com isto?".

E de maneira que é com este post néscio que marco as 40 velas que soprará daqui a pouco, num almoço singelo entre família porque o homem tem uma certa aversão a festas de arromba.

 

Agora para ti meu querido nazi financeiro, adoro-te a rodos, e gosto magotes de estar contigo. Que contes mais, pelo menos, 60 primaveras (porque isso dá-te 60 anos e mais 6 meses), e que eu esteja cá, para te elucidar sobre os pormenores da vida e todas aquelas coisas anormais que nunca te ocorrem não sei bem porquê.

Que seja um grande dia para ti.

 

  • 4 comentários

    Comentar post