Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog Bestialmente Conhecido

Burrice vs Bajulação

Sou uma apreciadora e atenta observadora do comportamento animal. Tenho a minha especialização no mamífero homo sapiens e não me canso de estudar a sua conduta. Ao contrário do que acontece com os demais mamíferos e até mesmo com os primos babuínos, o homo sapiens é um animal dotado de raciocínio, ou pelo menos assim se espera. A par com essa capacidade de raciocínio, que varia de forma abissal de individuo A para o individuo B, existe uma condicionante associada à necessidade de validação, em forma de elogio permanente, que tem uma maior incidência para o homo sapiens que é burro que nem uma porta e uma menor incidência para o homo sapiens que é esperto o suficiente para saber o que vale.

 

Não falo na satisfação por compreender que está integrado entre os seus pares. Falo na carência de graxa como se de um sapato se tratasse.

 

São pessoas que gostam de trazer agarradas a si elementos dados à louvaminhice num índice exacerbado com vista à satisfação das suas próprias necessidades. Ou seja graxistas profissionais.

 

Assim, após longos anos de estudos da condição humana, cheguei ao desenho do quadro abaixo. Quanto mais burro se é, mais é precisa a bajulice. Quanto mais esperto se é, menos paciência se tem para lambe botas.

 

Ora botem os olhos:

 chart 2.png

 

(faço notar que se incluem aqui as pessoas que providenciam a sua própria bajulice, que são aqueles espécimes que estão sempre a auto idolatrar-se, fazem sempre tudo bem, são sempre lindos, sempre super espertos, muita engraçados, e por aí em diante…)

 

  • 6 comentários

    Comentar post