Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog Bestialmente Conhecido

Lady in the green malhinha

Esta manhã descobri uma nova super-heroína, uma força da natureza do dia a dia, que supera as provações do trânsito e fá-los agasalhada pela sua malhinha verde de Primavera.

 

Estávamos na primeira das 63 rotundas porque passamos até chegar à Ponte 25 de Abril. Bondosa decido dar passagem a quem queria virar à esquerda porque estava entupido para seguir em frente. Atrás de mim o tipo da Esegur, munido da sua barbicha mal aparada, decide apitar. Eu, do alto da minha graciosidade, aceno com a mão para o retrovisor ao mesmo tempo que digo:

- QUÉ-QUE-QUERES-PÁ!?

O que, mais do que uma pergunta retórica é uma espécie de ameaça ao condutor que já seguiu pela via rápida contrária.

 

Entre dentes resmungo:

- Podes vir com a tua barbinha, que ainda levas umas porradas aqui da Lady in the green malhinha! Apanhavas cá uma vergonha. A apanhar lambada de uma senhora de malhinha verde.

 

O Nuno parou a olhar para mim. Desfez-se a rir. E agora trata-me por Lady in the green malhinha. É uma espécie de cognome.