Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog Bestialmente Conhecido

There's nothing like a good wholesome portuguese family

Quando nos sentamos para almoçar não havia praticamente clientes. Ficamos sempre no mesmo canto, é o mais cómodo para colocar a cadeira de sôtor e almoçar sem o buliço do restaurante.

A sopa chega à mesa e não quer comer. Diz que tem sede.

Pedimos mais uma garrafa de água.

Bebe água.

Recusa a sopa.

Percorremos todos os nossos trunfos para convencimento, negciação, obrigação, you name it, com vista a que o tipo deglutice o bendito caldo e se comportasse como a criança-que-recebe-educação-em-casa que é.

Estamos a meio deste processo chega outro casal: pai, mãe, filho com (avaliaria eu) 10 anos e filha com (avaliaria eu) 2 anos.

Tudo a correr de forma serena.

Sôtor verbaliza de forma mais assertiva e igualmente alta um "vamos pa casa 'mediatamente". A mãe da mesa ao lado olha-nos de forma vagarosa.

Na minha mente a pessoa a cabeça da pessoa processou um "olha p'a isto, vieram p'aqui com o selvagenzinho e agora não o controlam". 

Findos 2 minutos pai e mãe da mesa ao lado prendem-se numa altercação de ideias por contas do aquecimento da casa.

E eu a pensar: that's more like it.

O puto mais velho decide espraiar-se em cima da mesa, a mãe ralha.

Eu a ficar mais descansada.

Ao que percebi a pequena vai de começar a mangar com o almoço.

E eu percebi que talvez a pessoa não tenha olhado para a nossa mesa com desdém, estava apenas a ver o futuro, a vislumbrar o que estava para rebentar na sua própria mesa de almoço.

Fiquei mais descansada e mais descontraída.

Assim tá melhor.

There's nothing like a good wholesome portuguese family.